Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Txai Suruí’

Hoje é Dia de Todos os Santos, acredito que vamos precisar muito deles além de outras entidades para apoiar as ações de regeneração diante dessa crise civilizatória.

Ontem começou a cúpula da COP26 e hoje tivemos uma abertura absolutamente emocionante e gerando, em mim, muita esperança… esperança do verbo esperançar.

O ponto alto foi a fala do David Attenborough, 95 anos, que convocou a todos para uma recuperação maravilhosa das mudanças climáticas. O mais querido e conhecido ativista ambiental do planeta discursou para uma audiência de líderes mundiais – incluindo Joe Biden, Angela Merkel e Boris Johnson – dizendo que deveria ser possível trabalhar juntos para salvar a humanidade. Cada frase sua foi de grande impacto. Destaco três delas:

 “Em minha vida, testemunhei um declínio terrível. Na sua, você poderia – e deveria – testemunhar uma recuperação maravilhosa.”

“Hoje, aqueles que menos fizeram para causar este problema estão sendo os mais atingidos – em última análise, todos nós sentiremos os impactos, alguns dos quais agora são inevitáveis.”

“As pessoas que vivem agora, que são a geração futura, olharão para esta conferência e considerarão uma coisa que esse número parou de aumentar e começou a cair como resultado das decisões tomadas aqui?”

O filme “Earth to COP” foi eficaz em seu objetivo de levar consciência aos participantes e a audiência mundial.

A nossa ativista indígena Txai Suruí, também, discursou na abertura da COP26 desta manhã (no Brasil). Ela é uma jovem ativista de 24 anos e mora no estado de Rondônia, Brasil. Ela é do povo Paiter Suruí e fundadora do Movimento da Juventude Indígena em Rondônia.

 Seu discurso:

“Meu nome é Txai Suruí, eu tenho só 24, mas meu povo vive há pelo menos 6 mil anos na floresta Amazônica. Meu pai, o grande cacique Almir Suruí me ensinou que devemos ouvir as estrelas, a Lua, o vento, os animais e as árvores. Hoje o clima está esquentando, os animais estão desaparecendo, os rios estão morrendo, nossas plantações não florescem como antes. A Terra está falando. Ela nos diz que não temos mais tempo. Uma companheira disse: vamos continuar pensando que com pomadas e analgésicos os golpes de hoje se resolvem, embora saibamos que amanhã a ferida será maior e mais profunda? Precisamos tomar outro caminho com mudanças corajosas e globais. Não é 2030 ou 2050, é agora! Enquanto vocês estão fechando os olhos para a realidade, o guardião da floresta Ari Uru-Eu-Wau-Wau, meu amigo de infância, foi assassinado por proteger a natureza. Os povos indígenas estão na linha de frente da emergência climática, por isso devemos estar no centro das decisões que acontecem aqui. Nós temos ideias para adiar o fim do mundo. Vamos frear as emissões de promessas mentirosas e irresponsáveis; vamos acabar com a poluição das palavras vazias, e vamos lutar por um futuro e um presente habitáveis. É necessário sempre acreditar que o sonho é possível. Que a nossa utopia seja um futuro na Terra. Obrigada!”

A fala do secretário-geral da ONU, Antonio Guterres foi muito contundente. Disse que os líderes mundiais sabem o que fazer, “sirenes estão tocando, o planeta está nos dizendo algo, as pessoas também”.

Essas próximas duas semanas serão de muito trabalho para todos que buscam resultados gerativos e eficazes desse encontro.

Assistam! Assistam! Assistam a abertura de hoje! https://youtu.be/oofxDQQKE7M

Hoje foi um dia de trabalho virtual intenso na COP26 e de muita alegria em encontrar minha cara metade depois de mais de um mês de retiro concentrado no meu livro.

Vamos esperançar que os líderes mundiais e a sociedade civil consigam um entendimento inédito com ações objetivas reais, reconhecendo nossa interdependência. Que o Brasil consiga se livrar dessa terrível caminhada de destruição socioambiental desses últimos dez anos e principalmente dos últimos três. Essa é a década decisiva e os resultados tangíveis dessa COP26 vão refletir se o mundo vai trabalhar em conjunto ou continuarão acreditando nas suas fronteiras imaginárias denominadas: países. Somos um!

Read Full Post »